POLITÍCA DE COOKIES

Utilizamos cookies nossos e de terceiros para melhorar os nossos serviços e mostrar-lhe publicidade relacionada com as suas preferências, detetadas pela análise dos seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos então que concorda com a utilização dos cookies. Pode alterar a configuração ou obter mais informação aqui here .

News

Cellnex fecha primeiro semestre com crescimento de 47% em receitas e cash-flow, e crescimento de 53% em EBITDA

 

Perspectivas atualizadas para receitas, EBITDA e cash-flow em 2021 devido à rápida conclusão de algumas aquisições

Desde janeiro, a Cellnex anunciou acordos em França, Países Baixos e Polónia, com um investimento associados de cerca de €9 mil milhões

 Foi concluído o acordo de integração dos ativos da CK Hutchison na Áustria, Dinamarca, Irlanda, Itália e Suécia; foi concluído o acordo da integração da rede de sites da Play e da Polkomtel Infrastruktura na Polónia; e concluído o acordo de integração da torre de telecomunicações com a Deutche Telekom nos Países Baixos

Foi também concluído o acordo de aquisição da Hivory em França e a integração de ativos da CK Hutchison no Reino Unido está pendente de aprovação regulatória

 

 

  • Os principais indicadores continuam a refletir a contínua geográfica expansão – após as integrações realizadas em 2020 e no início de 2021 – e a força do negócio orgânico do Grupo:
    • Receitas[1] de €1,061m (vs €723m no primeiro semestre de 2020); EBITDA Ajustado de €804m (vs €527m no primeiro semestre de 2020); e cash-flow livre recorrente de €394m (vs €267m no primeiro semestre de 2020).
    • Pontos de Presença (PoPs) aumentaram aproximadamente 95%, com um crescimento orgânico de 7,5% que inclui o efeito do desenvolvimento de novos sites neste período.
    • Perspetiva atualizada para o ano de 2021 com receitas entre €2,535m e €2,555m (a anterior perspetiva era de €2,405m – €2,445m), EBITDA Ajustado entre €1,910m e €1,930m (a anterior perspetiva era de €1,815m – €1,855m) e um cash flow livre recorrente entre €955m e €965m (a perspetiva anterior era de €905m – €925m).
    • A dívida líquida a 30 de junho era de €6,566 milhões. 
    • A vida média da dívida da empresa (dívida utilizada) é de 7,2 anos, o custo médio da dívida utilizada é de 1,6%, dos quais 86% são indexados a um taxa fixa.
    • A julho de 2021 e no seguimento da conclusão da aquisição da
      Polkomtel Infrastruktura, a
      Cellnex possui uma liquidez disponível (dinheiro e dívida não utilizada) de cerca de €18,6 mil milhões.
    • A empresa foi colocada entre as cinco primeiras empresas de telecomunicações a nível global em termos de sustentabilidade, melhorando a sua classificação no Sustainalytics ‘ESG Risk Rating’ em cerca de 20%, e consolidando a sua ‘baixa’ classificação de risco. No seguimento das iniciativas adotadas para a redução do risco das alterações climáticas, a Cellnex recebeu a aprovação da iniciativa Science Based Targets (SBTi) pelos seus objetivos de redução de emissões – alinhados com o compromisso ‘Business Ambition for 1.5ºC’ para reduzir o aquecimento global.
    • Outras iniciativas que fazem parte da Estratégia Ambiental, Social e de Governance (ESG) da Cellnex incluem a criação da Fundação Cellnex para reduzir o fosso digital, social e regional através de projetos que melhoram o acesso à conetividade.

     

Lisboa, 29 de julho de 2021 –  A Cellnex Telecom anunciou hoje os seus resultados financeiros para o primeiro semestre de 2021. As receitas totalizaram €1.061 milhões (+47% vs o primeiro semestre de 2020) e o EBITDA ajustado teve um crescimento até aos €804 milhões (+53% vs o primeiro semestre de 2020) refletindo, juntamente com o crescimento orgânico, o efeito da consolidação dos ativos que adquiriu em 2020 e nos primeiros meses de 2021. O cash-flow livre recorrente foi de €394 milhões (+47% vs o primeiro semestre de 2020).

O resultado líquido contabilístico foi negativo em -€67 milhões de euros devido às elevadas amortizações (+60% vs primeiro semestre 2020) e os custos financeiros (+88% vs primeiro semestre 2020) associados ao processo contínuo de aquisições do Grupo e a consequente expansão geográfica.

Tobias Martínez, CEO da Cellnex, destacou “um primeiro semestre marcado pela conclusão de várias aquisições anunciadas em 2020 e em 2021; novos acordos em França, Países Baixos, Polónia e Portugal; e os nossos recentes direitos de emissão que contaram com o apoio dos nossos stakeholders. Isto permitiu-nos continuar a aproveitar oportunidades de expansão, assim como a gozar de um crescimento orgânico superior em 5% para o período em que se registou um aumento de receitas, EBITDA e cash-flow recorrente. Estamos satisfeitos que as várias aquisições tenham sido concluídas mais cedo do que previsto, e por isso revimos a nossa perspetiva para o ano inteiro, com receitas que deverão exceder os €2,5 mil milhões e um EBITDA que deverá atingir mais de €1,9 mil milhões”.

 

Linhas de negócio. Principais indicadores do período

  • Os serviços de infraestruturas para os operadores de telecomunicações móveis contribuíram em 85% para as receitas,  €900 milhões de euros, mais 63% em relação ao mesmo período de 2020.
  • A atividade  de infraestruturas de transmissão audiovisual  contribuíram em 10% para as receitas (€109 milhões de euros).
  • O negócio focado em redes de segurança e emergência e soluções de gestão inteligente de infraestruturas urbanas (IoT and Smart cities) contribuíram com 5% para as receitas (€52 milhões).
  • A 30 junho, a Cellnex detinha um total de 755 sites operacionais: 4.487 na Áustria; 1.338 na Dinamarca; 10.339 em Espanha; 11.266 em França; 1.787 na Irlanda; 20.020 em Itália; 4.061 nos Países Baixos; 7.428 na Polónia; 5.117 em Portugal; 7.996 no Reino Unido; 2.578 na Suécia e 5.338 Suíça; adicionalmente, possui 3.994 nós DAS e Small Cells (mais cerca de 40%, a perímetro constante, comparado com o primeiro semestre de 2020).
  • constante, comparado com o primeiro semestre de 2020).
  • O crescimento orgânico de PoPs nos sites foi +7.5% em relação ao primeiro semestre de 2020, incluindo o efeito de desenvolvimento de novos sites neste período.
  • O total de investimentos realizado no primeiro semestre deste ano alcançou aproximadamente €6,3 mil milhões. Este valor corresponde sobretudo aos investimentos relacionados com a geração de novas receitas – incorporação de novos ativos, integração contínua e desenvolvimento de novas infraestruturas – juntamente com melhorias de eficiência e manutenção da capacidade instalada.
  • O backlog – vendas futuras acordadas pelo Grupo – incluindo transações ainda em curso e implementações anunciadas em França e no Reino Unido, foi de €110 mil milhões.

 

Estrutura da dívida

A Cellnex apresenta uma estrutura de dívida que é flexível, a baixo custo e com uma vida média elevada, devido aos vários instrumentos utilizados.

  • A dívida líquida do Grupo – a 30 de junho – foi de €6.566 milhões, comparado com €6.500 milhões no final de 2020.
  • A vida média da dívida (disponível) é atualmente de 7,2 anos, o custo médio da dívida utilizada é de 1,6%, e 86% foi emitida a uma taxa fixa.
  • Desde Janeiro que a empresa realizou quatro emissões de obrigações, uma em fevereiro – em três tranches – pelo total de €2.500 milhões, uma em março pelo valor de 150 milhões de francos suíços, uma em maio pelo valor de €1.000 milhões, e uma em junho – a primeira no mercado americano – pelo valor de 600 milhões de dólares a longo prazo (20 anos).
  • A julho de 2021, a Cellnex teve acesso a liquidez imediata (dinheiro e dívida não utilizada) de aproximadamente €18.6 mil milhões.
  • As ações da Cellnex Telecom mantêm o rating ‘investment grade’ (grau de investimento) de Fitch (BBB-) com uma perspetiva estável, confirmada em julho. Por seu lado, a S&P mantém o rating BB+ com perspetiva estável confirmado pela própria agência em junho.

 

Conclusão das operações e o anúncio de novos acordos de crescimento em destaque durante o período

Em 2021 a Cellnex anunciou o crescimento de operações em França (Hivory), nos Países Baixos (sites DT) e na Polónia (Polkomtel Infrastruktura) com um investimento associado de cerca de €9 mil milhões.

Também anunciou  uma parceria alargada com a MEO em Portugal através da aquisição de 223 sites e 464 DAS e Small Cells que serão transferidos da torre do operador português. Esta transação ascendeu a um investimento de €209 milhões.

De todas as transações anunciadas nos passados 10 meses, a empresa já concluiu as seguintes:

  • A integração dos ativos da CK Hutchison na Áustria, Dinamarca, Irlanda (dezembro), Suécia (janeiro) e Itália (junho), após ter recebido autorização das autoridades da concorrência nos respetivos países. A empresa consolidou assim cerca de 18.600 sites do total de 24.600 incluídos no acordo anunciado em novembro de 2020, apenas com o acordo no Reino Unido, que é esperado que se conclua no primeiro semestre de 2022, ainda pendente de conclusão.

O total da operação corresponde a €10 mil milhões, e os acordos também contemplam o desenvolvimento de até 5.300 novos sites                 nos próximos oito anos, com um investimento total de €1,1 mil milhões adicionais.

  • A integração da Play e Polkomtel Infrastruktura na Polónia.

No final de março de 2021, a Cellnex concluiu o seu acordo de aquisição de uma rede de cerca de 7.000 sites da Play, uma                      subsidiária da Iliad, na Polónia. A aquisição foi inicialmente anunciada em outubro de 2020. Após ter recebido autorização da                          autoridade da concorrência, a empresa formalizou a aquisição por cerca de €800 milhões que incluíram uma participação de controlo              de 60% na empresa que agora passará a gerir estes sites. Este novo operador de infraestruturas de telecomunicações polaco,                        controlado pela Cellnex, prevê investir até €1,3 mil milhões no desenvolvimento de até 5.000 novos sites durante os próximos dez                  anos na Polónia.

  • Da mesma forma, no início de julho a empresa concluiu o acordo com a Cyfrowy Polsat – anunciado em fevereiro – para a aquisição de 99,99% da sua infraestrutura de telecomunicações subsidiária, Polkomtel Infrastruktura, após a autorização da autoridade de concorrência polaca (UKOiK). A Polkomtel opera infraestrutura passiva (cerca de 7.000 torres e sites de telecomunicações) e infraestrutura activa (cerca de 37.000 operadoras de rádio que oferecem cobertura para todas as bandas utilizadas pelo 2G, 3G, 4G e 5G, e uma rede central de 11.300km de fibra backbone e fibra backhaul complementada com uma rede nacional de ligações de rádio por microondas. A operação alcança um investimento de 1.600 milhões de euros e prevê um programa de implementação adicional de até cerca 1.500 sites, assim como o investimento em equipamento ativo destinado na sua maioria à implementação do 5G, por mais cerca de 600 milhões de euros nos próximos 10 anos.
  • A integração dos sites DT nos Países Baixos.
  • No início de junho, após ter recebido a autorização das autoridades da concorrência, a Cellnex e a Deutsche Telekom concluíram o acordo, anunciado em janeiro, para fundir os seus negócios de torres de telecomunicações nos Países Baixos e criar um fundo de infraestrutura digital de gestão independente. A Cellnex Netherlands atualmente opera um total de 4.310 sites incluindo cerca de 240 sites que serão desenvolvidos nos próximos 7 anos, dos quais 180 são acordados com a DT.
  • Estão pendentes de aprovação regulamentar: adicionalmente ao acordo com a CK Hutchison no Reino Unido, em fevereiro de 2021 a Cellnex chegou a um acordo com a Altice France e a Starlight Holdco para a aquisição da Hivory em França, o operador de telecomunicações móvel que gere 10.500 sites que servem maioritariamente a SFR. O acordo representará para a Cellnex um custo de €5.2 mil milhões, e será acompanhado de um programa de oito anos no valor adicional de €900 milhões para o desenvolvimento de até 2.500 novos sites, entre outros projetos.
  • Assim que todos os atuais acordos de aquisição e desenvolvimento sejam concluídos, a Cellnex passará a operar mais de 000 torres e sites de telecomunicações num total de 12 países europeus.

 

Perspectiva atualizada para 2021 

Como resultado das aquisições levadas a cabo pela empresa e pela sua progressiva integração destes ativos e empresas o Grupo – algumas delas até concretizadas antes do previsto – a Cellnex atualizou a suas previsões dos principais indicadores (receita, EBITDA ajustado e cash flow recorrente livre) para o ano fiscal de 2021:

 

  • Receitas estimadas: entre €2.535 e €2.555 milhões (vs estimativa anterior de €2.405-2.445 milhões).
  • EBITDA ajustado : estimado entre €1.910 e €1.930 milhões (vs €1.815-€1.855 milhões).
  • Crescimento RLFCF de cerca de 60% para €955-€965 milhões (vs €905 para €925 milhões).

 

[1] Corresponde ao Resultado Operacional excluindo créditos a clientes. Por favor ver nota 18 a) nas Demonstrações Financeiras Consolidadas concluídas a 30 junho 2021.



Related content